quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Prisão do Amor

Não quero a liberdade.
Gosto desta prisão.
Tenho direito de ir e vir.
E vôo alto,
Por onde quero e com quem quero.

Não é liberdade condicional,
Pois não há condição.
Então não é prisão?!
Com certeza é!
Pois estou presa ao seu coração.
BeatrizNapoleão (22/02/12)

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Não importa a intensidade

Uma brisa sempre é bem-vinda.
Uma chuva que evita a seca, também.
No entanto, se o vento vem vendaval
E a chuva em tempestade,
Destroem até cidade.

Mas o amor pode ser suave
Ou vir com força total, que
Não trará nenhum mal.
Nem importa de quem vem,
Só fará o bem.
Beatriz Napoleão 

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Faça o que pode, enquanto pode

Ontem, numa festa de carnaval na casa de um casal amigo - todos animados ao som de uma ótima seleção musical -, perguntei por outro casal que combinara participar e não estava ali, fui informada que o irmão dela havia morrido. Há quatro dias morreu o pai de outra amiga minha.
A vida é implacável: enquanto uns comemoram suas alegrias, outros velam com dor os seus.
Portanto, não esqueça! Infelizmente, momentos tristes acontecem, mas não firme seus pés numa vida com gosto amargo, com cor escura, a lembrar do que lhe entristeceu. E quando superar sua dor, aproveite tudo que a vida lhe proporcionar com a benção de Deus. VIVA! Não deixe para o mês que vem; para quando emagrecer; para quando casar; para quando os filhos crescerem; para quando tiver dinheiro; para quando puder... Se agora não pode (e há coisas que não se pode nunca), não se acomode numa vida sem gosto, nem fique esperando por algo que vai demorar a se realizar ou talvez nunca se realize. Dê um jeito, seja criativo, faço algo que possa e goste! Mas faça! Seja feliz! A vida é mais rápida do que imaginamos.
Beatriz Napoleão 

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Única Opção

Porta para sair ou entrar.
Mãos podem bater, construir, acariciar.
Boca pode falar, sorrir, beijar.
Nariz pode cheirar e respirar.
Roupa para aquecer, vestir, enfeitar.
Água para banhar, beber, cozinhar, lavar.
Carro para passear, viajar, trabalhar.
Festa para reunir, comemorar.
Música só para ouvir ou também dançar.
Livro para distrair ou ensinar.
Sol vive a aquecer e iluminar.
Se em tudo temos outras opções,
Por que o meu querer é só para te amar?
Beatriz Napoleão 

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Deixe Estar

Deixe Estar Marina Lima
Marina Lima/Antonio Cícero

Deixe estar, vai passar
Com sorte, tudo, tudo vai ser breve
Essa angústia no seu peito
E no meio essa falta ardendo em minha pele

Porque nós dois nos cruzamos com pressa demais
E foi tudo intenso e veloz
Nos amamos, meu bem, só que em pistas opostas
E tão sós

Deixe estar, vai sarar
Com sorte, quase sem deixar saudade
O repente de um mergulho
Bem no meio
Da represa da felicidade

Mas se você resistir, e teimar e fugir
Não se assuste se tudo enguiçar
A engrenagem do amor pode ser traiçoeira
E vingar. 

* Para assistir o vídeo clique no link abaixo

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Carnaval Alegria

Música para ouvir.
Música para cantar.
Música para ouvir e cantar.
Música para dançar.
Música para ouvir, cantar, dançar, pular, rodar, brincar...
  
Carnaval já foi alegria.
Também já foi tristeza um dia.
Hoje a alegria retornou,
Mas não tirou da lembrança
Quem na sua ida tristeza provocou.
Saudade a parte
- Que permanece comigo -,
Permito-me felicidade.
Pois reunindo familiares e bons amigos,
O que vale é a folia que curtimos ao nos unirmos na intimidade.
Beatriz Napoleão