sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

A Força do Coração

De que vale fazer o balanço do nosso relacionamento?
Se o coração não sabe contabilizar
De que vale ficar de olho vivo?
Se o coração não enxerga
De que vale ter força?
Quando o coração é mole
De que vale a inteligência?
Se o coração não sabe pensar
De que vale dizer não?
Se o coração o sim disser
De que vale não esquecer as mágoas?
Se o coração for só perdão
De que vale fazer planos de um futuro sozinha?
Se o coração não consegue despejar o inquilino
De que vale querer ir embora?
Se o coração decidir ficar
De que vale lutar?
Se o coração é o campeão
De que vale dizer nunca mais?
Se o coração disser, por toda a vida
BeatrizNapoleão

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Vivendo o quanto posso

    O mundo é muito grande para que eu possa percorrê-lo e conquistá-lo. Mas isso não         me intimida nem me impede de percorrê-lo e o conquistá-lo o quanto posso.
       BeatrizNapoleão
Imagem: Internet

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Escolha Seu Carnaval


Fantasia de carnaval
Fantasia sexual

Baile à fantasia
Baile de orgia

Carnaval, beijo na boca
Sexo é sem roupa

Alegria, é carnaval!
Sexo também é alegria

Carnaval em quatro dias
Sexo seguindo a folia

Carnaval vai com máscara
Sexo cai a máscara

Carnaval também tem amor
Sexo idem, mas sem amor pode ter dor

Carnaval é brincadeira
Sexo não é besteira

Carnaval pode ser só dança
Sexo entre outras, pode vir criança

A escolha é sua
A consequência é nua e crua
BeatrizNapoleão

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

O Que Eu Precisava


Eu não precisava de carinho, ele era presente
Eu não precisava de sexo, sexo eu tinha
Eu não precisava de amor, amada eu era
Eu não precisava de alguém para eu amar, eu amava
Eu não precisava ser feliz, a felicidade existia

Eu precisava de paz, algumas vezes ela me era tirada
Eu precisava de razão, quando me faltava a paz ela desaparecia
Eu precisava de colo, quando me faltava a razão eu me perdia
BeatrizNapoleão

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

O Apelo da Mente


Enquanto meu corpo adquire um cansaço de quem escalou montanhas, sente a sensação de sustentar toneladas nos membros, não tendo forças para reagir, permanecendo na cama a espera de uma carga de energia suficiente para ir até à cozinha sem que precise esforço, minha mente ganha o mundo com agilidade. Brinca e corre com meus sobrinhos, dança sozinha na sala sem se importar qual música está tocando, anda de bicicleta, faz exercícios, vai ao pré-carnaval só para desfrutar da folia, volta e apela para o meu corpo, "Anda logo, que eu tenho pressa de viver! A vida está passando. E não é em círculo, é uma reta. O que se perde nesta estrada não se acha lá na frente. Quando há sorte pode-se ter oportunidades semelhantes, mas nunca iguais às que se perdeu. Crio sonhos, entretanto para realizá-los preciso de ti."
BeatrizNapoleão