segunda-feira, 30 de abril de 2012

Depende da Circunstância

Se tudo que quebrasse não houvesse mais jeito
Não existiria reciclagem

Se tudo casasse
Não haveria solteiro

Se ser solteiro fosse ruim
Ninguém se separava

Se casamento fosse uma prisão
Não sairíamos do namoro

Se quantidade fosse sinônimo de fartura
Quem tivesse muitas dívidas estaria numa boa

Se o que não vemos não tivesse importância
Ninguém morreria ao ser contaminado por um vírus ou uma bactéria

Se só falarmos a verdade
Algum momento vamos magoar desnecessariamente alguém

Se você não ama por medo de sofrer
Nunca viverá a maior felicidade

Beatriz Napoleão

terça-feira, 24 de abril de 2012

Fortaleza, 286 anos

Parabéns, Fortaleza!

No dia 13 de abril de 1726, "nascia" Fortaleza.
O que era um povoado crescendo ao redor de um forte - com uma população estimada em 200 habitantes -, foi elevado à condição de vila. Mas só em 1799, após 73 anos, passou a ser a capital do Ceará, então, com uma população de 2.864 habitantes.

A palavra em latim "Fortitudine" (presente em seu brasão), que em português significa: "força, coragem" é o lema da cidade. Muitos podem até desconhecer este lema, mas não há quem não perceba esta força. Fortaleza cresce sem uma devida administração. Quem tem o poder, ignora necessidades que a população da capital do Ceará clama por solução. Mas alheia a isso, esta cidade não deixa de mostrar seu encanto, e o povo continua solidário e acolhedor.

Ontem, belas praias desertas, casarões, muros baixos, cadeiras na calçada, cidade pequena e tranquila. Muitos vieram de Portugal sozinhos ou com a família (como o meu trisavô materno) ou mesmo do interior do Estado para nela residir, conseguindo um emprego ou montando seu próprio negócio.


















Hoje, é o 5º município brasileiro em população, com 2.447.409 habitantes (Censo de 2010 - IBGE). Sua área é de 313.140 km². Clima tropical. Temperatura média de 29 ºC (alta) e 23 ºC (baixa). O Sol brilha a maior parte do ano, dando um colorido especial para nossos olhos. Continua com belas prais - a cor do mar fica entre o verde e o azul-turquesa -, que já não são mais desertas, algumas com coqueiros, prática de esportes, barracas com estrutura de restaurante e casa de show. Na Av. Beira-Mar, enconta-se um calçadão - onde diariamente se faz caminhada e cooper - com uma feirinha de artesanato, hotéis, lanchonetes, restaurantes e apartamentos com moderna arquitetura que, se unem à beleza natural da orla marítima seduzindo a quem por lá passa.
A culinária é de dar água na boca! Os pratos regionais vão de mariscos: lagosta, camarão, peixe, caranguejo... à comida do sertão: carne de sol, carneiro, feijão verde, baião-de-dois...

Polo de moda. Criações de bom gosto, da escala industrial aos estilistas.
Fortaleza também é cultura! Tem filhos ilustres e muito talentosos, Escritores, Atores, Diretores, Compositores, Cantores, Cineastas, Comediantes, Artistas Plásticos...
Fortaleza é isto e muito mais!
13/04/2012
Beatriz Napoleão
*Fonte de pesquisa: Wikipédia > http://pt.wikipedia.org/wiki/Fortaleza

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Esquecer para Viver

Preciso te esquecer!
Para poder lembrar de:
Olhar o céu e admirar suas estrelas;
Olhar a lua em noite de lua cheia;
Prestar atenção ao filme e saber sobre o que estão falando;
Ler o livro que não terminei;
Encontrar os amigos no fim de semana;
Concretizar aquele projeto que arquivei no computador

Preciso te esquecer!
Pois, se o tempo todo fico só a pensar em ti,
Onde encontro espaço para lembrar de mim?
Beatriz Napoleão

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Paixão Noturna

Música de: Chico Pio e Luciano Cléver
*Para ouvir a música clique no link abaixo

Já é tarde
Muito noite
E logo cedo ainda tão moço
Te verei partir,
A manhã se esvai em nossas bocas
Amanhã voz rouca de chamar por ti
Vem o tempo em rugas
E uma saudade intrusa a me lembrar de ti
Abro as cortinas do vidro, o açoite
Da chuva grossa a cair sem fim
Persiste infinda aquela noite
Que ainda é criança dentro de mim,
Mas que fazer se não domino o tempo
E a paixão prescreve se o dia nascer?
Vem ver o dia
Paixão já ida,
Sou só ferida no amanhecer