segunda-feira, 22 de julho de 2013

E se eu...

Se eu tivesse nascido em Londres?
Se eu tivesse 30 anos?
Se eu tivesse 1.70m?
Se eu tivesse cinco filhos?

Se eu soubesse falar francês?
Se eu tivesse feito aula de canto?
Se eu soubesse pintar?
Se eu organizasse minha vida?

Se eu for assaltada?
Se eu morrer jovem?
Se eu perder meu emprego?
Se meu amor me trair?

Se eu ganhar na loteria?
Se eu morasse em Paris?
Se eu participasse de um grande feito?
Se eu casar com ele?

A vida é feita de possibilidades,
Entretanto,
O que passou não mudará,
Ficar imaginando
Um "se" diferente no passado
É um caminho que
Pode levar à tristeza
Mas,
O "se" de agora
É positivo cogitar, questionar
Não ter só o plano A
O plano B nos dá mais segurança
Caso algo errado ao A
Venha acontecer
Contudo,
O "se" de amanhã
Em parte será o resultado
Das nossas escolhas de hoje
Em parte da força do destino
Sendo assim,
Não vamos pensar no que
Poderá nos trazer infortúnios
Quando não está em nosso domínio
Vamos canalizar nossa imaginação
Para o "se" que depende de nós
E, nossa vida melhorar
BeatrizNapoleão

Quero-te!

Quero-te!
Ainda que não te conheça
Basta saber teu nome
E conhecer teu rosto

Pouco sei do teu gosto
(Terei tempo para saber?)
Mas agora só sei que
Quero-te!

Vendo-te de longe
Eu não sabia que a te queria
Mas de perto
Vi que isto é certo

Só não é certo saberes que
Quero-te!
E em meio a tudo isto
Como dizer-te?
BeatrizNapoleão

domingo, 21 de julho de 2013

Capotes Pretos na Terra Marfim - Traços Simples

(Marcelo Lemos/Zéis)

https://www.youtube.com/watch?v=g9awy488hF4

O tempo vem nos levar
Mais um pouco deixaremos de ser
O que somos. E o que deixaremos?
O meu filho é quem vai poder me salvar
Ser abrigo um descanso para o olhar
E tudo que era enfim vai poder se realizar
Eu vou desenhar você com lápis de colorir
Traços simples vão guardar aquele dia feliz
E o que não couber no papel não é preciso apagar
Pois sei que no final sempre cantaremos juntos
Sempre cantaremos juntos...
(aquela valsa que nós dois inventamos,
aquela música que nós dois criamos,
naquela data que nós dois inventamos)

domingo, 14 de julho de 2013

Amigos

Amigos, presente divino
Amenizam nossas ansiedades
Diferenças sem encrencas
Amizade, nos dá felicidade
Compartilhamos nossas vivências
Mesmo quando contemos nossas fatalidades
O que importa é manter a convivência
Cada um de acordo com a sua vontade
Respeito e confiança
Aumentam a intimidade
Nada de exigências
Que nos tire a liberdade
Amizade é a existência
De um mundo em irmandade
BeatrizNapoleão