segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

O Apelo da Mente


Enquanto meu corpo adquire um cansaço de quem escalou montanhas, sente a sensação de sustentar toneladas nos membros, não tendo forças para reagir, permanecendo na cama a espera de uma carga de energia suficiente para ir até à cozinha sem que precise esforço, minha mente ganha o mundo com agilidade. Brinca e corre com meus sobrinhos, dança sozinha na sala sem se importar qual música está tocando, anda de bicicleta, faz exercícios, vai ao pré-carnaval só para desfrutar da folia, volta e apela para o meu corpo, "Anda logo, que eu tenho pressa de viver! A vida está passando. E não é em círculo, é uma reta. O que se perde nesta estrada não se acha lá na frente. Quando há sorte pode-se ter oportunidades semelhantes, mas nunca iguais às que se perdeu. Crio sonhos, entretanto para realizá-los preciso de ti."
BeatrizNapoleão