segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Robin Williams Deixa a Cena

Entre outros prêmios ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante em Gênio Indomável

O conheci na década de 80, mas foi no finalzinho dessa, em 1989 que, definitivamente virei sua fã, no filme "Sociedade dos Poetas Mortos". Depois desse "O Pescador de Ilusões" e vieram muitos outros que, entre dramas, aventuras, fantasias ou comédias, ele me emocionou e/ou divertiu.
Esta vida é muito louca! Agora eu entendo o seu comportamento super brincalhão e de alegria exagerada. Era uma maneira de tentar driblar, afastar uma tendência a depressão. Há alguns anos cheguei a comentar com minha filha Samanta que, eu gostava muito dele, que ele me passava ser uma pessoa do bem, mas acreditava que, se o conhecesse pessoalmente não conseguiria ficar muito tempo em sua companhia, pois ele parecia não parar de brincar por um momento sequer, como se nada levasse a sério. Talvez fizesse isso para não ter tempo de absorver o que lhe atentava interiormente.
Estou eu aqui novamente muito triste com a partida de alguém que não me conheceu, mas me deu muitos momentos de entretenimento, com direito a lágrimas de alegria e tristeza e muita risada. Gostaria de lhe dar um abraço e agradecer por isso. E lamento profundamente que ninguém, nem ele mesmo pode lhe ajudar, assim como tantos outros nesta vida que vivem uma situação semelhante.
Obrigada, Robin Williams, que você encontre a paz tão desejada!
BeatrizNapoleão
Alguns de seus filmes que assisti