sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Mãe das Palavras

Imagem: Google
Não! Não escrevo para te agradar, enganar ou te iludir
Muito menos para te ganhar ou perder
Nem mesmo para falar a verdade ou mentir
Às vezes, até pode ser para alguém me entender
Outras, para criar entretenimento
 Soltando o sentimento
Entretanto, há momentos que, escrevo porque as palavras me procuram
Sussurram em meus ouvidos, formando frases que clamam para existir
Da mesma forma que um espírito busca um útero que lhe dê um corpo
Algumas palavras me escolhem para formar um texto
Assim, são geradas nos meus ouvidos, 
Alimentadas e organizadas em minha mente 
E nascem pela minha mão
- BeatrizNapoleão -