quinta-feira, 26 de março de 2015

A Dor da Beleza

Tão linda que era seduzia
E por ser homem ele a desejou
E com toda experiência a conquistou
Ela com sua inocência se entregou
Pensando ter conquistado seu grande amor
Mas para ele o que interessava era o momento
Isso a deixou no desalento
Não queria ter um amor intermitente
Tão linda que era!
Sua beleza não foi suficiente
O que queria era um amor sempre presente
Tão linda que era!
Ao passar na praça viu uma Maria qualquer
Sem nenhuma beleza aparente
Sendo feliz como mulher
Naquele momento desejou não ter nenhuma beleza
Pensando que essa era culpada da sua tristeza
Tão linda quer era!
BeatrizNapoleão