segunda-feira, 25 de julho de 2011

Porque Desisti

No olhar se entender
Na boca o gosto
Nas mãos o carinho
No corpo a intimidade
      
Olhos amigos, com olhar que não comunica mais
Boca atraente, com sabor vencido
Mãos macias, com toque que repele
Um corpo íntimo, com um ser desconhecido
    
Dois num só caminho
Passo a passo construindo o amanhã
      
O amanhã já é confuso
A mesma estrada com caminhos opostos
         
Eu desisti porque tu deixaste que outro assumisse teu lugar
Eu desisti por não ter mais a vida perfeita em suas imperfeições
Eu desisti por querer mudanças sem mudar o essencial
Eu desisti por não saber viver sem teu amor
Eu desisti porque esqueci como te amar
Beatriz Napoleão  (17/07/11)