quinta-feira, 14 de junho de 2012

Soltando as Correntes



Vai coração!
Diz algo!
Palpita!
Manifesta um desejo!


Vai coração!
Bombear o sangue é teu trabalho vital,
Mas, por que a greve ao sentimental?
Quanta indolência!
Haja paciência!

Vai coração!
Reage!
Age!
Procura um instrumento para o grande sentimento.

Vai coração!
Embala o sonho mesmo ausente
Para que ao tirar o papel o amor esteja presente.

Vai coração!
Um olhar, um cheiro, um toque...
Consente que a mão entrelace mão,
E a boca sinta o gosto da união.

Vai coração!
Tira a âncora das profundezas
E navega nas correntezas

Vai coração!
Abre a grade,
E permite a liberdade!

Vai coração!
Deixa de covardia,
E aceita a alegria!

Vai coração!
A vida é mais vida
Quando se morre de paixão.
BeatrizNapoleão