quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Alto Astral

Ser alto astral não é ser bobo-alegre. Muito menos ser só sorrisos em alguns momentos e grosseiro em outros.
É ser leve, é levantar rápido de uma queda e não ficar lamentando os arranhões, superar e tirar proveito tentando evitar futuros tombos. E se essa queda é forte e lhe provoca grandes feridas, sabe como proceder para cicatrizá-las, não fica pondo o dedo e aumentando o ferimento.
É saber relevar acontecimentos desagradáveis. É curtir os pequenos momentos de alegria como se fossem grandes. Pois, não despreza esses breves instantes, guarda cada um como especial. Pode até esquecer deles, mas seu coração - aparentemente sem motivo - vive cheio de alegria.
Quando alguém guarda os desafetos, as injustiças, o mal que outrem lhe fez junto com esses momentos especiais, sua alegria é podada e soa como falsa, então, em algum momento sentirá a gota d’água transbordar e, sentimentos como a amargura e a ira  lhe dominarão.
O alto astral superlota o coração com bons sentimentos, para quando algo ruim lhe acometer e um mal sentimento lhe penetrar, dure pouco tempo, pois logo cairá devido a falta de espaço.
BeatrizNapoleão (30/04/11)