segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Madrugada

Adoro a madrugada!
Devido seu silêncio, a ausência de pessoas, ela me acalma.
Mas, ao mesmo tempo excita meu ser.
É a hora que mais gosto de ler e escrever.
É quando tenho as melhores idéias,
E quando mais oro,
Concomitantemente faço um balanço do meu dia,
Às vezes do mês, ano ou de toda a minha vida.
Este contato com Deus e estas lembranças me estimulam a sentir mais amor.
Há ocasiões que estou quase dormindo e faço de tudo para me manter esperta.
Como não ficar acordada e viver este momento do dia?
Beatriz Napoleão